Tópicos

O que trazer

No primeiro encontro pedimos para que os participantes tragam uma série fotográfica ou portfólio. O ideal é que o material seja impresso.

Infos

Curso [12h]
21 e 28 de junho
5 e 12 de julho
19h às 22h [quarta-feira]
2x R$ 225,00

Descrição

Vivemos um momento onde a produção imagética é frenética e desordenada.
Diariamente milhões de fotografias são produzidas e compartilhadas sem trégua ou cuidado, algumas delas tem um tempo de vida curto; 24 horas – desaparecem na sequência para darem espaço a novas imagens que serão feitas no dia seguinte e assim por diante.
Como fotógrafas percebemos que é necessário mudarmos a maneira como construímos nosso pensamento quando falamos de fotografia e processos fotográficos. No meio do excesso imagético, precisamos entender quais são as imagens que nos emocionam e o porquê – para que a partir disto exista uma produção honesta e consciente daquele que fotografa: é este o ponto de partida é impulso inicial do workshop
Com um misto de aula teórica e momentos de críticas e discussão, a idéia é a de que no decorrer dos encontros, os participantes produzam diariamente, terminando o WS com uma série de imagens editadas em conjunto, onde futuramente possam desenvolver ou seguir um projeto autoral.
Através do material produzido e referências contemporâneas que permeiam a fotografia documental- os interessados irão refletir sobre o que os motiva a criar e produzir imagens, buscando nuances dentro de seus mapas emocionais que os direcionem para possíveis temas e projetos. Porquê certas imagens instigam mais que outras? O que é que nos emociona quando pensamos em fotografia?

Inscrição

Coletivo Amapoa

O Coletivo Amapoa, criado em 2016 pelas fotógrafas ​Pétala Lopes​ ​e ​Camila Svenson nasceu da necessidade de fortificar o papel da mulher no meio da fotografia, especialmente no campo documental.
Tendo como foco projetos fotográficos de longo termo que dialoguem com espaço e a experiência humana da memória, laços e pertencimento, o Coletivo Amapoa atualmente produz na cidade de São Paulo.

Camila Svenson (Campinas, 1989) ​recebeu certificado de Fotojornalismo e Fotografia Documental do International Center of Photography em 2015, participou de duas residências artísticas: Fjúk Art Centre, em Húsavik, na Islândia (onde desenvolveu o projeto “You Will Never Walk Alone”, com adolescentes), e a Residência do Fim do Mundo, na Casa Plana, em São Paulo (produzindo o conteúdo de um livro que será publicado este ano). Foi parte de mostras coletivas nos Estados Unidos, Colômbia, Brasil e Islândia. A individual “You Will Never Walk Alone” aconteceu no MIS, Museu da Imagem do Som, em São Paulo, em 2017. Atualmente mora e trabalha em São Paulo.
camilasvenson.com

Pétala Lopes (São Paulo, 1990)​ iniciou seus estudos em fotografia em 2007, no curso técnico da escola ImageMagica do fotodocumentarista André François, aos 17 anos. Logo em seguida, trabalhou como assistente do fotógrafo João Wainer. Em 2015 se formou no Seminário de Fotografia Contemporânea na Cidade do México, onde terminou seu projeto Suspensão, no qual a artista trabalha com o indizível, o não-pertencimento, a viagem e a paralisia. No mesmo ano, começou a desenvolver a pesquisa do projeto Algodonero, onde investiga o desaparecimento de garotas no Estado do México. Atualmente mora e trabalha em São Paulo.
petalalopes.tumblr.com

.

Compartilhe isso: