Tópicos

Mídias Contemporâneas e Narrativas Documentais
. Análise crítica sobre experiências nacionais e internacionais que apresentam enfoques relevantes em narrativas documentais e novas mídias.
. Ferramentas colaborativas e novas formas de produzir e publicar conteúdo documentário.
. Narrativas audiovisuais interativas e participativas, mapas afetivos documentais e intervenções públicas.
. Visualização de dados, design de interação e sensibilização de público.
. Criação e difusão de conteúdos para engajamento social, participativo e colaborativo na era digital.
. Apresentação, da pesquisa ao lançamento, do “Som dos Sinos” (premiado projeto documental transmídia para promoção de patrimônio imaterial brasileiro).
. Estudos de caso e debates sobre interatividade, design de interfaces para storytelling, roteiro e navegação não-linear.

Formatação de Projetos
. Apresentação de metodologia para formatação de projetos audiovisuais documentais multiplataformas que utilizem novas mídias.
. Definição do tema do projeto, estratégia de abordagem, narrativas interativas e planejamento de produtos digitais.
. Escolhas de linguagem, ambiência e recursos . Concepção e planejamento de produção de projeto digital.
. Parcerias estratégicas de comunicação, financiamento e distribuição.
. Apresentação individual de projetos.

O que trazer

Ideias de projetos ou projetos em desenvolvimento (se houver). Podem ser apresentadas versões impressas e/ou digitais.

Infos

Workshop [15h]
17,18 e 19 de novembro. 
19h às 22h [sexta-feira]
10h às 17h [sábado e domingo]
2x R$340,00

Descrição

As plataformas digitais estão transformando a maneira como fotógrafos, documentaristas e jornalistas criam e expressam narrativas audiovisuais. Diariamente, cerca de 1,8 bilhões de imagens digitais são publicadas na web.

O ambiente web e as mídias contemporâneas possibilitam encontros de diferentes perspectivas, narrativas participativas e novos formatos de contar histórias através de diversas interfaces, dispositivos móveis, experiências imersivas em realidade virtual e projeções audiovisuais mapeadas.

O Ateliê faz uma imersão em conceitos e cases que utilizam narrativas multiplataformas como suporte para conteúdo documental, discute etapas de produção e questiona como a interatividade transforma as possibilidades de distribuição, impacto social e engajamento.

Trabalharemos sobre os projetos ou ideias trazidas pelos participantes com o objetivo de dar subsídios para o desenvolvimento e formatação de projetos audiovisuais autorais que utilizem plataformas digitais multimídia como suporte.

Inscrição

ESTÚDIO CRUA

Marcia e Marina, criadoras do Estúdio Crua  são co-diretoras do Som dos Sinos, projeto de documentário transmídia pioneiro no uso de tecnologia para promoção do patrimônio imaterial no brasil, contemplado pelo programa Eletrobras Cultural e ganhador de diversos prêmios como Melhor Documentário no Festival Florianópolis Audiovisual Mercosul, Melhor Direção de Fotografia na Mostra SESC de Cinema Paulista, WSA Mobile e Rodrigo de Melo Franco – IPHAN. Recentemente, idealizaram e coordenaram o Hackathon DocBixiga e o Hackathon Bom Retiro, maratonas intensivas de 6 dias com 16 participantes no Centro de Pesquisa e Formação do SESC e na Oficina Cultural Oswald de Andrade,  que resultaram na produção e publicação de webdocumentários coletivos como Bixiga Existe sobre o território do Bixiga, em São Paulo [www.bixigaexiste.com.br].

Últimos cursos ministrados: centro de pesquisa e formação do Sesc-SP,
 Oficina cultural Oswald de Andrade, Universidade de São Paulo: Laboratório de Imagem e Som em Antropologia e Centro de Preservação Cultural (USP).

Marina Thomé (documentarista e fotógrafa)
Com mestrado em documentário criativo (UAB – Barcelona), pós-graduação em arte & tecnologia (UBA – SP) e especialização em fotojornalismo e storytelling (International Center of Photography, ICP – NYC), produz e pesquisa conteúdo documental para plataformas multimídia. Suas produções incluem o documentário “La Ciudad Tipográfica” (exibido em festivais europeus), “De Viver de Rios, de Viver de Ruas” (documentário filmado no Pará e SP, lançado com intervenção urbana em vídeo mapping), “Las sombras del progreso” (primeiro documentário interativo da espanha), e “Totes Les Llavors Sembrades” (documentário coletivo lançado na Caixafórum – Barcelona e selecionado para o Festival ZINEBI, Bilbao). Links: www.marinathome.com.br / videos.marinathome.com.br

Marcia Mansur (documentarista e antropóloga)
Mestre em antropologia, documentarista e produtora executiva de filmes e festivais de cinema. Atuou na como produtora e na coordenação acadêmica do co-lab na Uniondocs Center for Documentary Arts (Brooklyn – NY), que oferece uma plataforma colaborativa de produção documentários para artistas internacionais. Foi educadora e colaboradora do vídeo nas aldeias na formação de cineastas indígenas e produtora do festival de cinema brasileiro de NY. Dirigiu e produziu diversos filmes sobre cultura popular como a série de TV Olaria cultural com 15 documentários premiados sobre a cultura tradicional de Pernambuco.

 

Compartilhe isso: