Tópicos

  • 1. Apresentação
  • 2. Abordagem
  • 3. Lendo um ensaio: Illuminance, Rinko Kawauchi
  • 4. Lendo um ensaio: Uma outra cidade, Iatã Cannabrava
  • 5. Lendo um ensaio: Paris, New York, Shanghai, Hans Eijkelboom
  • 6. Equipamento
  • 7. Capão Redondo: parte 1
  • 8. Capão Redondo: parte 2
  • 9. Edição e tratamento: seleção e temperatura de cor
  • 10. Edição e tratamento: manipulação e aplicação de grão
  • 11. Edição
  • 12. Conclusão e Projeto

O que trazer

Infos

Vídeo-Aulas [12 aulas]
1x R$ 79,00
Plataforma SAIBALÁ

Descrição

No mundo atual, no qual todos têm acesso a uma câmera e milhares de fotografias são produzidas diariamente, fazer apenas uma boa imagem deixou de atestar o caráter de profissionalismo atribuído a um fotógrafo. Nesse contexto, a questão da edição passa a ser fundamental, e fica evidente que somente quem souber editar seu material atingirá o status de produzir uma obra e de ser, de fato, autor. É aqui que os ensaios fotográficos entram como uma ferramenta de discurso aprofundado de um fotógrafo: um conjunto de imagens com unidade temática e formal, que através de uma narrativa, expressam o olhar, os pontos de vista e as críticas de um artista. Nesse curso, entenda a teoria de produção de um ensaio fotográfico, e acompanhe o fotógrafo, professor e produtor cultural Iatã Cannabrava em um exercício prático realizado no Capão Redondo, zona sul de São Paulo, no qual explora todas as peculiaridades e dificuldades que envolvem esse tipo de trabalho.

O curso acontece na Saibalá, uma plataforma interativa de fácil utilização para o aluno. 
Inscrição

Iatã Cannabrava

Fotógrafo, curador e agitador cultural, atualmente desenvolve trabalhos documentais com a paisagem urbana das cidades, especificamente das periferias das grandes metrópoles, no seu ensaio Uma Outra Cidade. Participou de mais de 40 exposições, foi ganhador dos prêmios P/B da Quadrienal de Fotografia de São Paulo em 1985; do concurso Marc Ferrez da Funarte em 1987; e de dois prêmios da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo em 1996 e 2006.

Tem dois livros publicados: Casas Paulistas (2000) e Uma Outra Cidade (2009). Suas fotografias integram as coleções Pirelli/Masp, Galeria Fotoptica, Joaquim Paiva e MAM/São Paulo, e estão publicadas em oito livros de autoria coletiva. Como agitador cultural, foi presidente da União dos Fotógrafos de São Paulo de 1989 a 1994; criou e dirige a empresa Estúdio Madalena, onde fez a curadoria e organizou mais de 30 exposições, ministrou mais de 80 workshops, além de projetos especiais, como Revele o Tietê que Você Vê, em 1991; Foto São Paulo, em 2001; Povos de São Paulo – Uma Centena de Olhares sobre a Cidade Antropofágica, em 2004; Expedição Cívica, Ecológica e Fotográfica De Olho nos Mananciais, em 2008; e o Encontro de Coletivos Fotográficos Ibero-americanos de São Paulo, em 2008.

Foi presidente da Rede de Produtores Culturais da Fotografia no Brasil – RPCFB. Atualmente é coordenador do Festival Internacional de Fotografia de Paraty – Paraty em Foco, que este ano chega à sua décima edição, e coordenador do Fórum Latino- Americano de Fotografia de São Paulo, realizado trienalmente pelo Itaú Cultural.

Compartilhe isso: