Tópicos

1ª encontro:
Introdução e apresentação do curso com base no texto A obra de arte na era da sua reprodutibilidade técnica de Walter Benjamin.

2ª encontro:
Observar a história da arte e o uso da fotografia como intersecção de práticas de escultura e performance. A performatividade da documentação de performance e o campo ampliado da escultura e da fotografia.

3ª encontro:
Apresentação e conversa sobre trabalhos dos alunos em desenvolvimento.

O que trazer

No primeiro encontro trazer uma imagem impressa de autoria do aluno e no último dia apresentar ao grupo um trabalho que esteja em desenvolvimento.

Infos

Workshop [15h]
19, 20 e 21 de maio
19h às 22h [sexta-feira]
10h às 17h [sábado e domingo]
2x R$250,00

 

Descrição

Este workshop divide-se em duas partes, uma teórica e outra prática. Nesta primeira parte teórica observaremos como o instrumento fotográfico foi usado na escultura e na performance ao longo da história da arte, do século XIX aos dias de hoje, e se posicionou entre ambas as práticas.

A obra 100 Boots (1971 – 73) de Eleanor Antin pode não ser pensada hoje como uma série de cartões postais, mas como uma escultura itinerante a ser reposicionada em diferentes locais para cada nova fotografia.

foto -Eleanor Antin, This is not 100 boots, 2002.

Inscrição

Filipe dos Santos Barrocas

Filipe dos Santos Barrocas (Lisboa, 1982). Vive e trabalha entre Lisboa e São Paulo desde 2010. O seu trabalho fotográfico vem sendo desenvolvido através da interseção da sua formação enquanto arquiteto com a dança, o teatro e a performance. É mestre em artes visuais pela Universidade de São Paulo desde 2015. A sua investigação sobre o fotográfico foi realizada com bolsa CAPES na Escola de Comunicações e Artes, sob orientação de Mario Celso Ramiro de Andrade e publicada na edição de autor O corpo neutro (ISBN 9788591955305) prêmio ProAC da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo.

 

 

Compartilhe isso: