Tópicos

Sábado – 12 de novembro                                                                                                                                      1 – Projeção visual de trabalhos fotográficos de autores consagrados para compreensão dos elementos conceituais e estéticos que podemos destacar como características da FotoAntropoGrafia.

2 – A construção conceitual, estética e narrativa como possibilidade de representação da imagem existencial do fotógrafo e base para o desenvolvimento de projetos com fotografia.

Domingo – 13 de novembro                                                                                                                Apresentação dos acervos, ensaios ou projetos pessoais de cada aluno, como referência de pesquisa para o reconhecimento da sua fotoAntropoGrafia.

O que trazer

Cada aluno deve trazer fotografias de seu acervo, ensaios ou projetos em andamento. Podem ser impressas ou no computador.

Infos

Workshop [12 horas]
12 e 13 de novembro
10:00 às 17:00 [sábado e domingo]
2x R$250,00

 

Descrição

Porque fazemos fotografias? Onde começa e termina a experiência de criar imagens que refletem sobre nós mesmos, os outros, a sociedade ou a natureza? A criação é uma experiência da individualidade ou é uma evolução da cultura?  Qual é a função que a fotografia exerce na vida do fotógrafo e dos espectadores?

Vamos juntos, com estas perguntas e nossas imagens, buscar um sentido para as fotografias que cada um quer fazer da vida, que cada um quer dizer sobre como vê, vivencia e o que quer do mundo. Independente se a fotografia é jornalística, artística, documental, multimídia, híbrida, contemporânea, amadora, profissional; estaremos fazendo um exercício de reconhecimento do nosso eu a partir do que fotografamos.

O objetivo é que cada aluno apresente seus trabalhos, para no diálogo coletivo, descobrirmos por qual caminho está sendo construída a sua FotoAntropoGrafia. Perceber nos nossos acervos, ensaios e projetos, quais os conceitos, estéticas e narrativas que refletem nossa imagem existencial.

Inscrição

Leonardo Costa Braga

Leonardo Costa Braga nasceu em 1973 na cidade de Brasília e vive atualmente em Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.

Nos últimos vinte anos morou em várias regiões do Brasil e no exterior, convivendo com diferentes realidades culturais e sociais, o que definiu sua escolha em apropriar-se das linguagens artísticas para dialogar com o Mundo.

Recebeu alguns prêmios por trabalhos com fotografia, vídeo e projeto de livro.

O Prêmio Rede Nacional Funarte de Artes Visuais 2014, Prêmio Brasil Arte Contemporânea do Ministério da Cultura 2010, Prêmio Nacional de Fotografia Pierre Verger 2009. Apresentou seus trabalhos em algumas Galerias de Arte do Brasil, como Baró Galeria em São Paulo, HAP Galeria no Rio de Janeiro, Quadrum Galeria em Belo Horizonte. Participou de  mostras coletivas no Museu de Arte Moderna da Bahia, Palácio das Artes em Belo Horizonte, Sesc Belenzinho em São Paulo, Centro Cultural Banco do Nordeste no Ceará, Festival Internacional de Fotografia de Paraty, Photopub Eslovenia, The New life Berlim Festival, Gallery Shop in Germany, Centro de Fotografia do Uruguay.

Participa do livro Geração 00 – A Nova Fotografia Brasileira, do curador Eder Chiodetto e recentemente lançou seu primeiro livro: Olho  Mágico – Fotografia, Cegueira e Ciência.

Compartilhe isso: