Coletivo Amapoa

fotógrafas

juntas

O Coletivo Amapoa, criado em 2016 pelas fotógrafas ​Pétala Lopes​ ​e ​Camila Svenson nasceu da necessidade de fortificar o papel da mulher no meio da fotografia, especialmente no campo documental.
Tendo como foco projetos fotográficos de longo termo que dialoguem com espaço e a experiência humana da memória, laços e pertencimento, o Coletivo Amapoa atualmente produz na cidade de São Paulo.

Camila Svenson (Campinas, 1989) ​recebeu certificado de Fotojornalismo e Fotografia Documental do International Center of Photography em 2015, participou de duas residências artísticas: Fjúk Art Centre, em Húsavik, na Islândia (onde desenvolveu o projeto “You Will Never Walk Alone”, com adolescentes), e a Residência do Fim do Mundo, na Casa Plana, em São Paulo (produzindo o conteúdo de um livro que será publicado este ano). Foi parte de mostras coletivas nos Estados Unidos, Colômbia, Brasil e Islândia. A individual “You Will Never Walk Alone” aconteceu no MIS, Museu da Imagem do Som, em São Paulo, em 2017. Atualmente mora e trabalha em São Paulo.
camilasvenson.com

Pétala Lopes (São Paulo, 1990)​ iniciou seus estudos em fotografia em 2007, no curso técnico da escola ImageMagica do fotodocumentarista André François, aos 17 anos. Logo em seguida, trabalhou como assistente do fotógrafo João Wainer. Em 2015 se formou no Seminário de Fotografia Contemporânea na Cidade do México, onde terminou seu projeto Suspensão, no qual a artista trabalha com o indizível, o não-pertencimento, a viagem e a paralisia. No mesmo ano, começou a desenvolver a pesquisa do projeto Algodonero, onde investiga o desaparecimento de garotas no Estado do México. Atualmente mora e trabalha em São Paulo.
petalalopes.tumblr.com

.

Compartilhe isso: